Pedagogia do Opressor: influência do método de Paulo Freire é negativo na educação dos EUA

É isso mesmo, a educação do país mais rico e poderoso do mundo anda mal das pernas. Os EUA saiu do grupo dos melhores para se tornar apenas o 23º no ranking mundial da avaliação PISA, o que para eles é um resultado péssimo e motivo de preocupação, principalmente para setores conservadores da sociedade.

 

Como um sistema educacional relativamente bom, tornou-se motivo de preocupação na última década? A resposta de muitos especialistas no assunto é sonora: a formação dos professores.

 

Em texto publicado no periódico City Journal (periódico norte-americano que trata de assuntos variados, dentre os quais a educação), Sol Stern apresenta os motivos da educação americana ser tão ruim hoje. O título do artigo é “Another reason why U.S. ed schools are so awful: the ongoing influence of Brazilian Marxist Paulo Freire”, traduzido livremente como “Outra razão do porquê as escolas dos EUA serem tão terríveis: a contínua influência do Marxista brasileiro Paulo Freire”.

 

"Opressores" versus "oprimidos"

É isso mesmo, a educação do país mais rico e poderoso do mundo anda mal das pernas. Os EUA saiu do grupo dos melhores para se tornar apenas o 23º no ranking mundial da avaliação PISA, o que para eles é um resultado péssimo e motivo de preocupação, principalmente para setores conservadores da sociedade.

 

Como um sistema educacional relativamente bom, tornou-se motivo de preocupação na última década? A resposta de muitos especialistas no assunto é sonora: a formação dos professores.

 

Em texto publicado no periódico City Journal (periódico norte-americano que trata de assuntos variados, dentre os quais a educação), Sol Stern apresenta os motivos da educação americana ser tão ruim hoje. O título do artigo é “Another reason why U.S. ed schools are so awful: the ongoing influence of Brazilian Marxist Paulo Freire”, em tradução livre: “Outra razão do porquê as escolas dos EUA serem tão terríveis: a contínua influência do Marxista brasileiro Paulo Freire”.

 

Segundo o autor a influência da obra de Paulo Freire no sistema educacional é negativa pelo fato da mesma se utilizar de conceitos marxistas, como luta de classes e por ignorar os principais nomes da educação mundial, como Piaget, Dewey ou Montessori, além de citar nomes oriundos da política como Marx, Lenin, Mao, Che Guevara, Fidel Castro e intelectuais de vertentes mais radicais como Frantz Fanon, Régis Debray, Herbert Marcuse, Jean-Paul Sartre, Louis Althusser, e Georg Lukács.

 

Segundo o autor, a metodologia prega a existência de um mundo onde há opressores e oprimidos que devem buscar a libertação(o autor afirma que essa é “ inteiramente imaginada”) . Um outra crítica se refere a “educação bancária”, onde o professor é visto como uma figura autoritária e principal ator do processo educacional, o que impede que o aluno tenha uma visão crítica do mundo, já que é constantemente “oprimido” pelo sistema, principalmente os menos favorecidos economicamente.


Reger uma turma está cada dia mais difícil por conta de tensões sociais.

 

O autor afirma que a pedagogia de Paulo Freire não deu certo no seu país do origem (o Brasil) e não há evidências de que tenha dado certo em outros países subdesenvolvidos, além de ser ainda sustentado como teoria por intelectuais marxistas desacreditados.

Leia o artigo original aqui.

About these ads

3 comentários sobre “Pedagogia do Opressor: influência do método de Paulo Freire é negativo na educação dos EUA

  1. Isso é o que dá dar atenção a quem não entende de educação. Por isso que a educação no Brasil é péssima quem quiser usar isso tende a piorar também. Ora Paulo Freie, mas o que que é isso…

  2. 2011.192 http://tinyurl.com/5upzpcm

    Culpar o metodo de Paulo Freire peloo estado mental
    da sociedade ocidental é uma total falta de visão.

    Essa reflexão distorcida só pode ter vindo de um
    pensamento religioso, logo dogmatico.

    A pedagogia do Paulo Freire é eficaz e não
    leva o pensamento a uma reflexao não capitalista.
    Ele simplifica e traz concreticidade a educação,
    regionalizando a forma como se induz o educando as
    palavras.

    O que emburrece a sociedade ocidental (outrora
    e ainda hoje: as religiões) é uma midia muito bem
    pensada pra formar imbecis.

    Uma vez que pais e professores estejam imbecilizados
    o caos é o denominador comum da educação.

    O caminho do pensamento e da pesquisa, mostrarão
    que algo de estranho tem acontecido com a humanidade
    desde os tempos pre-napoleônicos.

    Essa confusao social que produziu Napoleão e as duas
    grandes guerras fazem parte de um plano iluminatti de
    governo mundial.

    Noam Chomsky descreveu isso em “Necessary
    Illusions: Thought Control in Democratic
    Societies”

    http://tinyurl.com/5t3k3wd

    Como obter esse conhecimento dá trabalho, as
    massas de professores e pais hedonizados,
    recorrerão aos programas oficiais e em sua
    maioria se entreterão com os programas
    televisivos, que são edificados pra formar
    de imbecis. Que jamais questionam por que
    as coisas são como são e jamais conhecerão
    a didatica de Alain de Botton em “Filosofia
    um guia pra felicidade”.

    []s

    Zeitgeist:

    http://tinyurl.com/623sl67

    Matrix:

    http://tinyurl.com/6c8ttc9

    Steven Jones:

    http://en.wikipedia.org/wiki/Steven_E._Jones

    http://stj911.org/evidence/wtc.html

    http://www.journalof911studies.com
    40 evidencias:

    http://tinyurl.com/p7h95

    Alain de Botton:

    http://tinyurl.com/ye5huc7

    Paulo Freire:
    Documentário “Paulo Freire contemporâneo” de Toni Venturi

    http://tinyurl.com/6ho8jm9

    Adam Curtis em “The century of the self”

    http://tinyurl.com/jwevs

    Que pode ser baixado em:

    http://tinyurl.com/62docrl

    Com legendas em pt_br:

    http://tinyurl.com/6dakqvv

    Além dessas duas obras, o filme Matrix e
    o documentario Zeitgeist completam a base
    pra se entender as “40 evidencias porque
    as torres foram demolidas” de Steven Jones,
    que recebeu aposentadoria compulsoria da BYU
    por mostrar aos americanos o que está na
    cara.

  3. hahahahahaha… Os norte-americanos são um poço de ignorância, mas essa foi o máximo.. hehe. Então os hospitais públicos deles – verdadeiros açougues – são culpa do Freire, também. A violência, o crack, a droga da música que eles exportam para o mundo, entre outras porcarias típicas deles, são culpa do Paulo Freire, também… O onze de setembro… será que este também? Não tenho dúvidas que eles ainda nos meterão uma bomba atômica na cabeça. Isso é certo. Querem nossa água. E vão justificar dizendo o quê? Que a culpa é do PF, também ??? Eles não aprendem, mesmo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s